rodapes

Boa tarde!

Vi seu blog e achei muito interessante a forma como se exprime nas perguntas que lhe são feitas.
Tenho algumas dúvidas e gostaria que pudesse esclarecer.
O zelador de Santo possui uma casa de Angola, porém o mesmo há uns dois anos mudou de água, assim dizendo, passou a ser cuidado no Ketu.
Desta forma, os cultos de angola mesclado com a umbanda continuam mesmo após a mudança de água. Isto pode?
Pois estou procurando sobre o assunto sobre ritos e não encontro este assunto.
Outro ponto é, tenho um bori, porém estou em dúvidas quanto a questão Egun. Ao ponto que li e busquei saber, bori é uma iniciação a feitura. Porém neste interim (até a feitura) pode “pegar” um Egun? e após a feitura (após a queda do quele) pode se “pegar” um Egun?

Pelo que tenho lido, dar seu ori ao orixá representa que sua cabeça possui dono. Logo, Eguns não são bem vindos, a não ser que estes façam parte da sua coroa (umbanda). *** se fui confuso posso me expressar melhor ***

Desde ja agradeço.

sofo

Sacerdotisa Andreia Camargo responde:

Mudar de águas é um assunto polemico, porque na realidade todos deveriam se iniciar e finalizar suas obrigações na casa onde foi iniciado, mas o destino muitas vezes nos apronta e por muitas razões sejam elas varias nos levam a mudar de casa, isso não é criticável porque ninguém está livre de decepções na vida cotidiana, a questão de muitos sacerdotes tocarem Umbanda, Angola e ketu é polemico porque já é difícil dedicar-se a uma nação imagina a três ao mesmo tempo, a questão do Egum é pura verdade que no tempo antigo quem era de candomblé não recebia nenhuma entidade que não fosse o erê e o Vodum (Orixá, Nkice) dependendo da nação, mesmo aqueles que viam emigrados da umbanda no tempo antigo as entidades da Umbanda eram afastadas para dar vez ao Vodum, se ouvia falar de determinados sacerdotes ou sacerdotisas que incorporavam as escondidas com entidades de Umbanda e logo seu nome era comentado negativamente na praça, hoje isso não ocorre mais, muitos se dizem emigrados da Umbanda e com a desculpa dizem que o catiço não aceita ser afastado e dessa forma essas entidades tomam poder e força no Ta (ori) dos iniciados mostrando que essas entidades são mais fortes que o Vodum iniciado, isso é irrelevante. Todos vêm ao mundo para evoluir e seguir uma casa matriz e ser fiel as regras é importante para que não aconteça esses circos de horrores que andam por ai. Quanto ao Obori ( Tasen) não é uma iniciação a feitura ele é apenas uma comida a cabeça, um fortificante provisório, nenhum Tasen substitui uma iniciação, e não dar vínculos com a casa que o faz, lembrando que o mesmo, ao contrário de uma iniciação que jamais perde o efeito o Tasen dependendo de pessoa a pessoa tem um curto período de validade.

O Rei Dan é vivo.

Dangbe Gbenoi.


Anúncios