tempo bom

Abença mãe Andreia
Sou iniciada há 18 anos no candomblé e com a sede de aprender e aumentar meus conhecimentos mi iniciei em Ifá Religião Tradicional Iorubá e descobri que no candomblé está tudo errado a forma como cultuam os deuses africanos com a abertura e a globalização podemos concertar aquilo que nossos antepassados juntaram erroneamente. A senhora seria a favor de um resgate total e amplo de nossa cultura na forma sublime da cultura tradicional Iorubá mesmo que isso modificasse toda a forma de cultuarmos nossos deuses Africanos? Os erros e o modo grotesco que cultuamos são bizarros e erroneamente devastador e o futuro sera desastrosamente incerto levando até o candomblé a vir desaparecer com o passar dos anos.

sofo

Sacerdotisa Andreia Camargo responde:
Papai Bessem que lhe abençoe.
Veja bem minha querida, não somos religião Iorubá, somos CANDOMBLÉ, não adianta querer mudar a essência daquilo que foi criado com
dor e sacrifício nas senzalas da escravidão, nossos antepassados nos deixaram uma religião completa que não precisa ser modificada de maneira nenhuma, essa necessidade de querer purificar ou Africanizar o candomblé não existe, porque nossa religião não é Africana e nem segue o ritmo Africano, somos candomblé religião brasileira de matriz Africana, mas o conteúdo foi criado aqui nos porões dos navios negreiros e nas senzalas e nada deve ser modificado. O que você está dizendo é o mesmo que ir ao Papa e dizer que o catolicismo deve ser purificado, pois foi retirado vários rituais que existem na religião católica de seitas chamadas pelos catolicos de pagãs de origem milenar. Não tente modificar o candomblé porque fazendo isso essa religião deixa de se chamar candomblé.
Se você se sentiu completa na Religião Tradicional Iorubá continue nela tranquilamente e respeite o candomblé.  Qualquer coisa que for feita diferente ao que nossos ancestrais nos deixaram como herança deixa de se chamar candomblé para ser outra religiao qualquer.
O candomblé não ira desaparecer o que desaparece é a fé do homem de pouca fé.
O rei Dan é vivo
Dangbe Gbenoi.

Anúncios