Tags

trasferimento

Abença mãe Andreia
sou dofono do Obaluae tenho 4 anos de raspado e gostaria de compartilhar o que aconteceu comigo no dia da minha saida e gostaria que a senhora mi desse uma opinião, ao menos serve de exemplo para os novatos que estão entrando agora no candomblé No dia de minha saida na primeira e na segunda saida eu estava virado no santo, mas na ultima saida sai virado mas depois de um determinado momento o orixa fugiu e me deixou acordado eu não sabia como me comportar fui caminhando para a porta do ronco e entrei, mas a ekedi mi puxava para fora e eu puxava para dentro do ronco até que da parte de dentro disse a ela que eu estava acordado. Levei uma baixa da ekedi mi chamou de discompredido, di mil coisas, eu fiquei nervoso danei a chorar, meu pai de santo queria que meu santo saisse na sala mas eu estava tão nervoso que não passava nada, ele tambem começou a mi arrasar, em fim fui humilhado e eles diziam que era uma vergonha para casa o meu orixa não ir para sala para dar rum nele. A festa continuou sem meu orixa na sala e no dia seguinte todos mi crucificaram dizendo que eu não tinha orixa e que eu desdo inicio estava dando eke e que no dia da festa fiquei nervoso e não quis fingir. Mas se meu orixa virou até o ultimo momento não tenho culpa se no ultimo momento ele não virou. A senhora acha que eles estão com a razão foi eu quem errei? Eu deveria fingir e continuar no salão? Hoje estou numa outra casa onde estou muito feliz.

sofo
Sofo Andreia Camargo Responde:
Papai Bessem que lhe abençõe – kolofé
Dofono não vejo erro no seu comportamento, você agiu certo, se não está com o orisa para que fingir? Não entendi seus mais velhos dizerem que você não tem orisa, ué quem foi que fez? Cabía os mais velhos da casa a trazer de volta o orisa, mas inves disso eles estavam preocupados sempre com a praça, os sacerdotes tem que entender que devem se preocupar sempre com o sagrado e a praça é somente pessoas que estão ali para a festa, alguns com o coração limpo outros somente para comer e falar mal, inves de ofenderem você tinham que se concentrar em ver onde estava a kizila para o orisa fugir na hora da festa, com carinho e respeito fazer você relaxar, porque gritando e ofendendo numa hora sagrada não tem orisa que passe num itá (ori) conturbado. O erro não foi seu dofono mas dos seus mais velhos que com falta de experiência ou excesso de extress não souberam contornar a situação, eles queriam que você fechasse os olhos e saísse para dar satisfação a praça? não é vergonha nenhuma o que aconteceu, o sagrado sabe o que faz e nós humanos não sabemos nada da vida dos nossos Voduns / Orisas / Nkices. Morreremos sem completar o aprendizado, bobo é quem pensa que ja sabe tudo!
O Rei Dan é Vivo
Dangbe Gbenoi

vanni.camargo@gmail.com

hipnoseandreiacamargo.jpg

Anúncios